Author: admin


Seguro de Transporte


Cotação Seguro de Transporte

seguro para embarcador

seguro embarcador

O que é o Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga?

O Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga, o RCTR-C é um seguro que é obrigatório para todos os transportes rodoviários de cargas e que cobre alguns danos à carga, provenientes de capotagem, colisão, incêndio, abalroamento do veículo que está fazendo o transporte da carga ou explosão.

Como escolher a cobertura ideal para o meu seguro de cargas?

Quando você precisa contratar um seguro de cargas, se você não possui experiência, você pode ter algumas dúvidas sobre o assunto, já que você não está acostumado ao funcionamento desse tipo de serviço. O ideal é que você pesquise, primeiramente, a respeito do assunto para que você possa conhecer um pouco melhor como funciona todo o processo, além disso, é importante que você procure um corretor de seguros para que ele possa lhe passar maiores informações sobre o serviço e para que você possa entender melhor os tipos de coberturas que existem e que são mais importantes para cada caso.

O boletim de ocorrência deve ser feito sempre que acontecer um sinistro?

Todos os tipos de seguro possuem procedimentos específicos quando ocorre algum tipo de sinistro, mas, normalmente, o registro do boletim de ocorrência é algo fundamental em qualquer tipo de seguro, inclusive no seguro de cargas. Será o boletim de ocorrência que irá registrar o que aconteceu, além de fornecer uma segurança maior para todos os que estiverem envolvidos no sinistro.

Toda carga deve ter seguro?

Sim, não existe nenhum tipo de carga que não precise de seguro. Alguns tipos de carga precisam de um cuidado maior, o que faz com que algumas precisem de uma cobertura mais completa das seguradoras, mas isso não significa que existem alguns tipos de cargas que não correm nenhum tipo de risco. Um item que também interfere na necessidade de contratar um seguro de cargas é o trajeto que irá ser realizado, pois está no trajeto escolhido uma boa porcentagem do perigo do transporte, por esse motivo é fundamental analisar todos esses pontos antes de escolher a cobertura ideal para a sua carga.

seguro de transporte

seguro transporte

Quais as exigências das seguradoras na hora de fazer a apólice?

Cada seguradora trabalha de uma forma, e isso é para todas as modalidades que existem de seguros. Para que você possa compreender melhor as exigências que as seguradoras fazem, o ideal é que você converse com o corretor de seguros. Normalmente, no caso do seguro de cargas, uma das exigências é que a empresa que irá fazer o transporte apresente um documento chamado de conhecimento de embarque, onde devem estar especificadas as informações: recebimento da carga, quais as condições do transporte e a obrigação da entrega da carga ao destinatário. Nesse documento é necessário conter algumas informações como: peso total bruto e líquido da carga, o local onde será feito o embarque e o desembarque, o valor total da mercadoria, descrição da carga e os seus códigos, o valor do frete e o tipo de embalagem, entre outros.


Simulação seguro residencial Bradesco


Simulação seguro residencial Bradesco

Simulação seguro residencial Bradesco

Simulação Bradesco seguro residencial

A seguradora oferece algum tipo de assistência a quem perde a casa de sua residência?

Ao realizar a contratação do seguro residencial o segurado pode optar por receber um serviço da seguradora, a assistência 24 horas. com ela é possível ter o auxílio de diversos serviços que são oferecidos como é o caso do encanador, eletricista, chaveiro entre tantos outros.

Entre as coberturas adicionais existentes há alguma que garante o pagamento de indenização se acontecer algum tipo de acidente com o segurado dentro de casa?

Diversos tipos de serviços são oferecidos pelas seguradoras com o intuito de proteger seus segurados. Um deles é voltado ao proprietário do imóvel se acontecer algo com ele na sua residência. Quando uma apólice multirrisco está inclusa no seguro adicional seu intuito é realizar o pagamento de indenização ao segurado quando se encontra dentro do limite que a contratação aconteceu no caso de falecimento ou invalidez permanente provocada por um acidente que o mesmo tenha sofrido na sua residência. Assim tanto os funcionários quanto demais moradores ou quem está somente acompanhando tem o direito de receber indenização se algum acidente doméstico acontecer.

Moro numa rua movimentada e já aconteceu de um carro perder o controle e bater na casa de um vizinho. Como tenho medo que isso aconteça na minha residência posso contratar o seguro residencial contra esse tipo de coisa?

As seguradoras costumam oferecer diversos tipos de coberturas adicionais visando atender as necessidades dos seus clientes.  Uma delas é voltada a cobrir danos que tenham sido causados em decorrência do impacto de veículos terrestres e aéreos. Mas quem reside num apartamento não precisa contratar essa cobertura já que fica entendido que esse risco é praticamente nulo.

Esse fim de semana fiz uma viagem maravilhosa com minha família, mas quando chegamos em casa percebemos que houve um arrombamento e que vários itens eletrônicos foram levados. Como tenho o seguro residencial posso contatar a seguradora para que ela arque com o prejuízo que sofremos? Simulação seguro residencial Bradesco

As seguradoras oferecem a cobertura de roubo e furto aos segurados já que se trata de uma cobertura adicional. Ela pode ser acionada quando algum bem do segurado desaparece por causa de um sinistro que aconteceu. Mas para que a seguradora arque com o valor do prejuízo sofrido é necessário que o limite que foi contratado seja respeitado e que haja algum vestígio do que aconteceu como uma porta arrombada, janela quebrada ou um ladrão que invada a casa e ameace todos os que estão presentes.

Contratei o seguro residencial e uma cobertura que protege contra fogo que veio a se concretizar. Entrei com o pedido de indenização e já entreguei todos os documentos que a seguradora solicitou. Após quanto tempo a seguradora vai realizar o pagamento da indenização?

Conforme está previsto em lei, o prazo máximo para que a seguradora realize o pagamento da indenização ao seu segurado é de 30 dias. Esse prazo começa a ser contado na data que foram enviados toda a documentação solicitada e que o sinistro foi cometido.


Seguro Fiança Bradesco


Cotação Seguro Fiança Bradesco

Seguro Fiança Bradesco

Seguro de Fiança Bradesco

Qual é considerado o maior benefício de se usar o seguro fiança?

Muitas pessoas que já foram inquilinas ou que ainda são apontam como bastante desagradável precisar procurar outro indivíduo para ser fiador. A razão é que poucos querem participar dos contratos e muito menos querem assumir qualquer espécie de pagamento no lugar de quem está alugando.

Considerando que o seguro fiança faz com que não seja necessário um fiador, muitas pessoas que querem alugar acabam preferindo esse seguro. Existem outros benefícios para os que têm essa apólice, como os parcelamentos e eles poderem requerer também as proteções extras.

A imobiliária tem algum benefício quando o cidadão faz o seguro fiança?

Uma vez que costuma ser a imobiliária quem trata de muitos dos problemas da locação, poder dividi-los com a corretora de seguros é muito bom. As imobiliárias não necessitam pagar quando os inquilinos estragam qualquer imóvel: elas tratam unicamente dos processos legais do aluguel. Todavia, é claro que os proprietários e mesmo os inquilinos buscam-nas para que sejam orientados e, existindo esse seguro, quem eles procurarão será a corretora.

Infelizmente, algumas imobiliárias deixam de realizar determinados contratos porque a pessoa que deseja alugar não pode apresentar um fiador. No entanto, quando ela tem esse seguro, o fechamento do aluguel fica mais rápido e o ganho dessas imobiliárias também.

O seguro fiança tem um valor fixo?

As corretoras de seguro não vão apresentar para o inquilino um preço fixo: conforme esse aluguel tem o seu ajuste, essa cobertura também vai sendo redefinida. Porém, os candidatos a alugar alguma coisa podem ter o dobro ou o triplo do aluguel como o seu parâmetro: é isso que as corretoras mostram, normalmente, como preço.

Mesmo que o valor do aluguel seja a base, existem corretoras que vão pedir duas vezes esse preço e outras que vão pedir três, havendo até as que pedem quatro. Sendo assim, os inquilinos que decidirem usar esse seguro precisam pesquisar.

Os bancos têm o seguro fiança?

Os bancos têm muitas coberturas de seguros para as pessoas e o seguro fiança também é vendido. Aliás, requerer essa cobertura já no banco onde se é correntista pode ser muito mais simples porque o gerente e os funcionários já conhecem esse cidadão. Destaca-se que a validade que esse seguro tem é a mesma para as corretoras ou se a apólice é definida no banco.

Dizem que, usando o seguro fiança, o processo de locação fica mais ágil. Procede?

É verdade que os alugueis são mais facilitados para as pessoas que apresentam esse seguro. Primeiramente, porque é mais fácil de os proprietários acreditarem que terão, a cada mês, o valor determinado. Em segundo, a facilidade e a rapidez são devidas à imobiliária não necessitar avaliar: quando é ela quem vai avaliar a renda do fiador, o processo é menos ágil.

Falando das corretoras de seguro, elas já estão treinadas para que as rendas sejam analisadas, elas têm departamentos que avaliam apenas esses documentos e isso deixa veloz a resposta referente à apólice.


Seguro fiança simulação


Seguro fiança simulação

seguro para fiador

seguro fiador

O seguro finança é uma coisa legal ou somente um produto que as imobiliárias criaram?

Os inquilinos estão mais frequentes, tanto nas famílias quanto falando das pessoas que escolhem residir sozinhas. Já que muitas não sabem sobre esse recurso, podem achar que é só mais uma oferta da imobiliária para que receba mais, mas não é: essa proteção é uma das coisas que a Lei do Inquilinato apresenta para que os proprietários não tenham nenhum prejuízo. Ressalva-se que a Lei do Inquilinato é federal e que as imobiliárias de qualquer Estado tem esse recurso.

Eu não quero usar o seguro fiança. Posso alugar da mesma maneira?

Nem sempre o candidato a inquilino conseguirá alugar se ele não usar esse tipo de seguro. O motivo é que muitos proprietários acham que não estão seguros: e se o inquilino deixar de pagar? Até mesmo para os que estão aligando é muito melhor ter essa proteção: muitos dos que ficam inadimplentes chegam a isso porque estão desempregados e sentem-se mal porque o seu senhorio não está recebendo.

É certo que a imobiliária não arca com qualquer atraso dos inquilinos quando eles não têm esse seguro. Afinal, é com o que eles pagam a cada mês para essa proteção que ela faz repasses ao proprietário em caso de inadimplência.

O seguro fiança vai deixar o aluguel muito mais caro?

Algumas pessoas deixam de fazer o seu seguro fiança porque acreditam que o seu aluguel vai assumir um preço maior. Todavia, a quantia que é acrescentada ao aluguel não é tão grande: apesar de as imobiliárias terem valores diversos para esse seguro, elas não podem usar porcentagens altas demais e existem órgãos que observam como o inquilinato está sendo gerenciado. Os indivíduos que alugam e que acham que essa proteção está tendo reajustes demais podem procurar a imobiliária.

Seguro fiança simulação

seguro de fiança simulação

É só a imobiliária que oferta o seguro fiança?

Muitas companhias seguradoras também têm o seguro fiança. Os inquilinos vão procurar essas corretoras de seguro com os documentos do imóvel e os seus próprios, fazendo a proposta de valor.

Quando esse candidato a inquilino consegue que a corretora concorde, ele vai levar os documentos do seguro até a imobiliária para que sejam arquivados e para que o proprietário seja comunicado de que já se tem essa proteção. Normalmente, esse seguro não será do mesmo valor que o aluguel: não teria razão de o inquilino arcar em dobro.

Eu fiz o seguro fiança, mas não quero mais. Posso desfazê-lo e continuar no imóvel?

Essa resposta vai considerar aquilo que o proprietário exigiu quando fez o contrato. Se ele não tinha a exigência de que se apresentasse o seguro fiança, mas o inquilino quis, ele pode desfazer essa proteção e continuar com o imóvel até que esse contrato seja finalizado. Sendo assim, ele vai buscar a imobiliária ou a sua corretora para saber como ele pode receber novamente as suas parcelas pagas. Entretanto, se essa proteção específica era uma regra, o proprietário pode querer o local alugado de volta.